quarta-feira, 14 de maio de 2014

Pele de homem: Foliculite da barba

A foliculite da barba é uma queixa muito comum trazida pelos homens ao consultório dos dermatologistas. O processo é causado pela infecção bacteriana dos folículos pilosos, gerando inflamação ao redor dos pelos. O ato de fazer a barba é um dos predisponentes, pois danifica os folículos pilosos que ficam mais sujeitos à infecção bacteriana, geralmente causada por bactérias do gênero estafilococos. Os sintomas variam de vermelhidão, formação de pus, coceira, ardência e até dor local. Outro processo muito comum é a pseudofoliculite, que é a inflamação causada após fazer a barba, em que os pelos crescem encurvados, permanecendo dentro da pele. Esse último quadro é mais comum na raça negra.
Existem alguns cuidados simples que podem ajudar a a controlar a foliculite da barba:
- Trocar as lâminas de barbear com frequência pois evita a contaminação por bactérias. Além disso o uso de lâminas cegas traumatizam a pele, piorando o quadro.
- Usar a lâmina no sentido do crescimento dos pêlos, nunca ao contrário.
- Fazer a barba logo após o banho pois os poros estão mais dilatados e os pelos mais maleáveis, diminuindo o trauma.
- Usar sabonetes antissépticos e realizar esfoliação da área da barba de 2 a 3 vezes por semana.
- Sempre usar espuma de barbear para diminuir o atrito da lâmina com a pele.

Se esses cuidados não forem suficientes para controlar a foliculite da barba, pode ser necessário o uso de antibióticos tópicos ou até orais prescritos pelo dermatologista.
Quando nenhuma intervenção é suficiente para resolver o problema, a depilação definitiva a laser é uma solução, já que sem o pêlo, não há foliculite. Mas o homem deve estar certo de que não deseja mais ter a barba, já que o tratamento é definitivo e os pêlos não voltarão mais a crescer.

sábado, 10 de maio de 2014

Pele de Homem

É cada vez mais frequente a presença masculina no consultório dos dermatologistas. Por isso resolvi dedicar alguns posts para falar da pele do homem. Tem alguns problemas que são próprios do sexo masculino ou o acometem com maior frequencia, como a foliculite da barba e a hiperidrose (sudorese excessiva) por exemplo. Temos no mercado cada vez mais cosméticos voltados para o público masculino e o dermatologista pode orientar qual o melhor produto para cada tipo de pele ou problema. O primeiro tema que irei abordar é sobre a foliculite da barba, post que vou publicar na próxima terça-feira. Aguardem!

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Hidratação Injetável (Skin Booster)



Skin Booster é um novo conceito de hidratação, através de pequenas injeções de ácido hialurônico, componente natural da pele que se perde com o envelhecimento. Em 3 sessões com intervalos quinzenais ou mensais a pele adquire luminosidade, hidratação, elasticidade, firmeza, melhora das rugas finas, adquirindo um aspecto jovial e saudável. Pode ser realizado no rosto, pescoço, colo, mãos. A aplicação dura de 30 a 60 minutos e a pessoa não precisa deixar de realizar suas atividades habituais. 

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Manchas brancas nas unhas - O que pode ser?

Manchas brancas nas unhas são uma queixa muito comum no consultório, mas o que realmente podem significar?

Leuconíquia é o nome que se dá a qualquer mancha branca na lâmina ungueal, mas pode ter várias causas.
Quando elas estão em forma de pequenos pontinhos brancos, geralmente são causadas por pequenos traumas que passam despercebidos. Linhas brancas como estrias surgem quando o trauma é mais intenso, como fazer cutícula no salão. Nesses 2 casos não há o que fazer senão esperar a unha crescer.
As onicomicoses, que são causadas por fungos, também podem causar coloração esbranquiçada nas unhas e devem ser tratadas pelo dermatologista adequadamente para evitar a piora do quadro.
A cirrose hepática também pode causar uma alteração característica, chamada unhas brancas de Terry, em que praticamente toda a unha adquire uma coloração branca.
Pacientes submetidos a quimioterapia e com insuficiência renal também podem adquirir leuconíquia, que geralmente terá aparência de linhas transversais múltiplas na unha.

Na maioria das vezes as manchas brancas nas unhas não são causadas por nada grave e sim por pequenos traumatismos. Quando a causa é uma micose, esta deve ser tratada com antifúngicos em loção, esmalte ou por via oral pelo dermatologista. É importante consultar um dermatologista para se fazer o diagnóstico correto.

sábado, 3 de maio de 2014

Pele Oleosa - Como Cuidar?

A oleosidade da pele é um problema que afeta muitas pessoas, independente da idade ou do sexo. Quais são os cuidados mínimos que se deve ter com a pele do tipo oleosa. Primeiramente é importante identificar o problema, que torna a pele brilhosa, de textura pegajosa e pode evoluir com acne e comedões (cravinhos). A oleosidade excessiva também pode se manifestar com descamação no couro cabeludo, região das sobrancelhas e no canto do nariz, a dermatite seborreica, que muitos confundem com ressecamento. Muitas pessoas acabam usando condicionadores na raiz, cremes hidratantes no rosto e acabam piorando a oleosidade.
O cuidado básico é o uso de sabonetes específicos para peles oleosas de 2 a 3 vezes ao dia. Lavar o rosto mais do que 3 vezes ao dia pode dar um efeito rebote, estimulando ainda mais a produção do sebo.
A escolha do filtro solar também deve ser criteriosa, devendo-se preferir texturas em gel com a indicação de ser livre de óleo, não comedogênico(não provoca acne). Alguns filtros solares também tem ativos que ajudam na redução da oleosidade. O sol e o calor excessivo podem estimular a secreção sebácea também.
Lavar o couro cabeludo todos os dias também é necessário, pois a oleosidade do couro cabeludo e cabelos também podem se estender para o rosto e tronco. Lavar os cabelos todos os dias não provoca queda nem enfraquece os cabelos.
Quem usa maquiagem deve dar preferência a bases e pós que sejam livres de óleo e deve sempre retirá-la ao chegar em casa. Nunca dormir de maquiagem. Para retirar a maquiagem, dar preferência a géis de limpeza, já que os cremes e loções são mais oleosos.
O uso de cremes para pentear e finalizadores como o silicone nos fios, pode agravar a oleosidade se entrarem em contato com o couro cabeludo, rosto e tronco.
Se mesmo com esses cuidados a oelosidade persistir, existem produtos que ajudam a combater a oleosidade, através da diminuição da produção do sebo. Mas não se deve usar sem recomendação médica, pois cada pele tem uma necessidade especial. A acne e a dermatite seborreica também deve ser tratada por um dermatologista com produtos específicos.


quinta-feira, 1 de maio de 2014

Dermatite de Estase



O eczema ou dermatite de estase é uma doença que se caracteriza por lesões descamativas, avermelhadas e às vezes com secreção que acomete inicialmente o tornozelo e depois a perna. É decorrente da insuficiência venosa (varizes), e afeta principalmente adultos. Também afeta as mulheres no período pós-parto. Obesidade, artrites, pés planos também predispõem à doença. Após algum tempo as lesões se tornam escuras (dermatite ocre). O tratamento na fase ativa é feito com antibióticos tópicos, orais, corticóides, repouso, elevação da perna e abordagem da causa das lesões. Já as manchas avermelhadas ou acastanhadas podem ser tratadas com cremes contendo ácidos específicos e peeling químico realizado pelo dermatologista, obtendo ótimos resultados após algumas sessões.

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Toxina botulínica (Botox)


Toxina botulínica - Além de suavizar as rugas já existentes, é capaz de prevenir a formação de novas rugas. Sua ação se dá através do relaxamento temporário da musculatura onde foi aplicada. Sua duração varia de 4 a 6 meses.
Também é usada no tratamento da hiperidrose (sudorese excessiva) das axilas, mãos e pés, com duração de 6 meses a 1 ano.