quarta-feira, 20 de abril de 2011

Dermatologista responde a questões sobre cuidados com a pele negra

Pessoas com a pele negra têm menos problemas de envelhecimento e menos susceptibilidade ao câncer de pele. Mas isso não quer dizer que não seja preciso se proteger do sol com o auxílio do filtro solar nem descuidar da saúde da pele. As cicatrizações também precisam de atenção e o aparecimento dos queloides é mais comum. Gabriela Issa, médica dermatologista, responde a algumas questões sobre o tema.
• O que difere a pele negra da branca e da morena?
A pele possui um pigmento chamado melanina, que dá cor à pele, e quanto maior a concentração, mais escura será a pele. Os melanócitos (células da pele que produzem a melanina) na pele negra produzem mais melanina e por isso a pele fica mais escura.
Não só a pele, mas os anexos cutâneos (pelos, unhas, glândulas sudoríparas e sebáceas) tem características distintas.
Os pelos também não são uniformes, o diâmetro é irregular ao longo do fio, por isso a aparência popularmente denominada “crespa”. Além disso, o pelo nasce encurvado, o que explica a propensão à foliculite.
No couro cabeludo é possível evitar a foliculite não usando máquina para aparar os fios, apenas tesoura. Na área da barba e no restante do corpo, o ideal é usar a lâmina de barbear no sentido do crescimento dos fios, para evitar o encravamento.
As glândulas sudoríparas também estão presentes em maior quantidade e secretam mais suor. Idem para as glândulas sebáceas. E é normal as unhas se apresentarem com coloração acastanhada ou estrias escuras, não constituindo nenhuma doença. No entanto, é importante a avaliação pelo dermatologista para diferenciação com o melanoma da unha.

• Quais são os principais cuidados que pessoas de pele negra devem tomar?
A melanina em maior quantidade protege a pele negra do envelhecimento e câncer de pele causados pelos raios ultravioleta, mas a susceptibilidade a manchas é maior e por isso o filtro solar deve ser usado.
Devemos lembrar também que a miscigenação no Brasil é muito grande e há várias tonalidades intermediárias da pele entre a branca e a negra. Pessoas de pele morena podem estar se arriscando, caso não se protejam do sol.
Alguns tipos de câncer de pele não têm a exposição solar como principal desencadeante, como o melanoma e o carcinoma espinocelular, por isso mesmo pessoas de pele negra devem consultar um dermatologista periodicamente. O melanoma acral, que acomete extremidades como os pés, é mais comum em negros e é altamente agressivo.

• A cicatrização na pele negra é mais difícil?
A pele negra tem uma maior atividade e número de fibroblastos, que participam do processo de cicatrização, o que aumenta o risco do aparecimento de queloides e cicatrizes hipertróficas. Eles podem surgir após feridas por traumatismos ou cirurgias. Os locais mais comuns são: lóbulo das orelhas após colocação de brincos, tórax e ombros.
Além disso, as peles negras contêm maior número de glândulas sudoríparas, que causam a transpiração, e são, geralmente, mais oleosas que as peles brancas – sendo mais propensas às foliculites (pequenas lesões inflamadas nos poros) e acne.

• E quais os cuidados de beleza que pessoas com a pele negra devem tomar?
A pele negra é mais resistente que a pele branca, o que contribui para uma aparência mais jovem e para preservar a hidratação interna. As mulheres negras dificilmente têm problemas com celulite e flacidez, pois geralmente têm mais tonicidade e massa muscular.
Mas devem tomar cuidado com as estrias, pois sua pele tem uma trama mais fechada que se rompe com mais facilidade. Assim, as mulheres negras têm de evitar engordar e emagrecer rapidamente e redobrar a atenção na gravidez.
-
por Enio Rodrigo - Portal O que eu tenho?

terça-feira, 1 de março de 2011

Micoses e verão


Previna-se das micoses, que são doenças que podem afetar a pele, pelos e unhas, provocadas por fungos.

1 - Use roupas leves e evite tecidos sintéticos, preferindo os de algodão.

2- Secar bem o corpo após o banho. Não esquecer da região entre os dedos, virilha e outras regiões de dobra. Dica: usar o secador pode ajudar.

3 - Não colocar sapatos fechados com os pés ainda úmidos. Usar meias 100% algodão.

4 - Não ficar com áreas do corpo suadas por muito tempo.

5- Evitar o calor excessivo.


Em caso de lesões de pele, procure o dermatologista pois pode ser necessário a solicitação de exames para a identificação do fungo. O tratamento pode ser tópico ou oral, dependendo do tipo de doença.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Os cuidados com a pele em cada idade

Não deixe para depois. Prevenir é a melhor indicação contra o envelhecimento




Foto: Getty Images 
Cremes, preenchimento, laser, peelings e quem sabe até uma puxadinha aqui e ali. A medicina e a indústria cosmética oferecem muitas soluções eficazes para driblar o envelhecimento e as imperfeições da face. Hoje é possível corrigir a textura e disfarçar rugas com procedimentos pouco invasivos e cada vez mais acessíveis. O rosto de estrela da televisão não é distante da realidade.


Cada idade pede um tipo de cuidado
Um dos pontos mais importantes para uma derme bonita e saudável é a prevenção ao longo do tempo, e isso envolve principalmente limpeza, hidratação e proteção solar. Quanto mais cuidados, menos invasivos serão os tratamentos para combater o envelhecimento no futuro, segundo o cirurgião plástico Romeu Fadul, especialista em rejuvenescimento. “Quem faz o preventivo consegue ir mantendo bem sem precisar de procedimentos cirúrgicos”, diz ele. E mesmo quando as incisões são necessárias, elas estão muito menores e com resultados comparáveis aos procedimentos maiores, de acordo com o cirurgião.

Os danos de “roubar” na idade dos cremes
Segundo a dermatologista Cristiane Braga, cada tipo de dano e faixa de idade precisa de um cuidado específico. Não adianta uma mulher de 30 anos usar creme para 60 anos em busca de obter vantagem. Um creme muito concentrado de ativos anti-idade, por exemplo, pode trazer mais problemas que benefícios. “Um cosmético para alguém de 60 anos é muito gorduroso para alguém de 30 e pode desencadear acne. O produto é ideal para cada faixa etária, senão o tiro sai pela culatra“, diz Mauricio Pupo, professor de cosmetologia. Além disso, é comum que os produtos concentrados apresentem ácidos na fórmula, e isso pode causar irritações e nenhum resultado positivo para as mais jovens.

Tratamentos para cada idade
Saber envelhecer faz parte do jogo. Querer ter pele de 20 anos aos 50 é desejo ilusório. É daí que surgem aqueles rostos esticados ou desfigurados por procedimentos exagerados. No entanto, alguns cuidados frequentes garantem a beleza da pele de forma harmoniosa no decorrer dos anos. Veja quais são eles de acordo com cada faixa de idade:

20 anos: Proteção solar, limpeza e hidratação suave são os pontos mais importantes. A higienização deve ser feita com produtos não agressivos e sem álcool. Além disso, é comum a formação de acne nesse período e, nesses casos, é preciso fazer um tratamento específico de acordo com orientação do dermatologista.

30 anos: Boa proteção solar e hidratação previnem marcas superficiais e mantém a pele vistosa e brilhante, com aspecto jovial. É hora para começar a usar cremes específicos anti-idade e nutrir a pele. É possível que já existam algumas manchas do sol e cicatrizes de acne no rosto, que podem ser tratadas com laser ou peeling.

40 anos: Hidratação, limpeza de pele e ginástica facial são indicadas, além do uso de cremes anti-idade no período noturno. A aplicação moderada de toxina botulínica pode ajudar a amenizar linhas e rugas mais acentuadas e prevenir que a pele fique marcada. O fumo é o principal vilão do envelhecimento e isso aparece claramente nessa fase da vida. Cuidados com alimentação devem ser redobrados e, segundo Cristiane, é recomendável suplementação oral, com nutricosméticos. Como nas outras fases, a proteção solar é indispensável.

45 anos: Neste estágio, a face já tem uma queda de gordura e, para reverter essa flacidez e estimular o colágeno, são recomendados tratamentos com aparelhos que realizam uma contração da pele, laser, luz pulsada ou ácido retinóico. De acordo com Romeu, a rádiofrequência é boa opção para levantar a área da sobrancelha. “As artistas americanas fazem isso semanalmente junto com outros procedimentos”, diz. Maurício indica o uso de cremes com hormônio vegetal, como isoflavona de soja.

50 anos: Será preciso aumentar o rigor com a proteção solar e adotar um fator mais alto. Cristiane indica um aumento da frequência das sessões de laser, infravermelho e radiofrequência, além de um peeling anual para homogeneizar a textura e a coloração cutânea. De acordo com os sinais da pele, já é possível pensar em injeções que dão volume e preenchem os sulcos – para isso são usados o ácido hialurônico e enxertos de gordura. Nesta fase, muitas pessoas exageram em busca da juventude perdida e acabam piorando ainda mais o aspecto da face.

60 anos ou mais: Continuam os cuidados da fase anterior, porém agora com mais intensidade. Para quem não fez tratamentos preventivos, será necessário recorrer a procedimentos mais invasivos e cirurgias plásticas para um rejuvenescimento mais aparente. Se o grau de flacidez cutânea for muito avançado, é possível fazer cirurgias pequenas, incluindo a área do pescoço.



segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Novidades do congresso da Academia Americana de Dermatologia

As novidades que vão chegar às prateleiras, aos consultórios de dermatologia e às clínicas de estética foram apresentadas no último e mais importante evento anual da Academia Americana de Dermatologia (AAD ou American Academy of Dermatology), entre os dias 04 e 08 de fevereiro de 2011.


Para conferir de perto, a dermatologista Denise Steiner, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, esteve presente e reuniu as principais técnicas e produtos promissores apresentados durante o evento científico.

Melasma - Foram apresentadas duas novas opções para o tratamento de manchas e melasma (tipo de mancha que aparece em qualquer mulher, sendo mais comum em gestantes).

Uso (tratamento 1): A promessa está numa enzima chamada lignina peroxidase. A proposta é um produto em forma de creme que age quebrando a melanina (responsável pela pigmentação da pele) sem causar toxicidade. O produto pode ser usado duas vezes ao dia, inclusive em grávidas, sem causar irritação ou efeitos colaterais como os do acido retinóico e hidroquinona. A promessa é uma pele mais clara e com aparência mais homogênea após um mês de uso diário.

Uso (tratamento 2): Um sistema de clareamento com 3 produtos: um limpador, um produto contendo a decapeptídeo e um creme à base acido glicólico para facilitar a penetração. O decapeptídeo atua inibindo a tirosinase, enzima responsável pela produção de melanina. Nas pesquisas realizadas"in vitro" o decapeptídeo mostrou-se 17 vezes mais potente que a hidroquinona, sendo mais seguro também.

Toxina botulínica: a tão aclamada toxina botulínica apareceu com uma formulação diferenciada: o uso tópico.

Uso: a ideia é realmente aplicar a própria substância diretamente sobre a pele, em forma de gel-creme. No entanto, o produto ainda está em fase de testes (fase 2), mas já se tornou polêmico e revolucionário ao mesmo tempo. Uma das razões é a dificuldade de penetração de qualquer produto tópico até o músculo. “Se o produto for eficaz, será interessante, especialmente para o tratamento da hiper-hidrose”, afirma a dermatologista Denise Steiner.

Cicatrizes: “Há dois cicatrizantes novos que parecem ser muito interessantes para o tratamento das cicatrizes hipertróficas e do queloide. Esses eventos pressupõem que o processo de cicatrização está acelerado e fora de controle”, afirma a dermatologista Denise Steiner.

Uso (tratamento 1): Esse tratamento considera que, segundo pesquisas, a substância avotermin (TGF beta 3) apresenta-se diminuída nas cicatrizes. Em estudos, a aplicação do avotermin logo após o fechamento de cortes ou cirurgias melhorou 70% dos casos.

Uso (tratamento 2): Outra substância promissora é a interleucina 10, que também apresenta-se diminuída em cicatrizes hipertróficas (que após um processo normal de cicatrização apresenta um supercrescimento do tecido da região, como em acnes graves). A aplicação é similar à do avotermin.

* Os produtos ainda não estão disponíveis no Brasil
LasersPara lipoaspiração - “Os lasers estão cada vez mais específicos a fim de acertarem melhor o alvo”, explica a Dra. Denise Steiner. Segundo a dermatologista, o laser para lipoaspiração provocou bastante interesse na classe médica. “Trata-se de um laser de iodo que emite dois comprimentos de onda simultaneamente, 924 nm e 975 nm, por meio de uma cânula que penetra na pele através de um corte de 1 cm. A dermatologista alerta que para a realização do procedimento é preciso anestesia local e profissionais capacitados, já que o plano da luz deve ser respeitado.

A ação do aparelho justifica a destreza em seu uso: “O comprimento de onda 924 nm é específico para gordura e prova lipólise, enquanto o 975 nm estimula o colágeno”, explica a dermatologista Denise. Isso porque o objetivo é realizar a lipoaspiração e, ao mesmo tempo, melhorar a flacidez da pele. Além disso, o procedimento pode ser realizado em áreas menores também, como queixo, braço e culote, sem a necessidade da aspiração, já que a luz emitida ajuda a metabolizar a gordura local. O laser já está chegando ao Brasil, mas poucos profissionais têm experiência em seu manuseio.

Contra flacidez e estria - O laser de CO2 fracionado ablativo (aquele que atinge as camadas mais profundas da pele) foi assunto de diversas palestras durante o congresso. “O destaque ficou por conta de um aparelho com duas ponteiras, sendo que uma delas atinge profundidades maiores”, conta Dra. Denise Steiner.

Uso (tratamento 1): Sua ação na derme profunda melhora a flacidez, mas também provoca algum dano à epiderme (descamação). No entanto, se utilizado em energias e densidades baixas pode ser aplicado na realização de peelings em áreas sensíveis, como pesçoco, mãos e colo.

Uso (tratamento 2): Outra aplicação que se mostrou eficaz, segundo a dermatologista, foi em relação ao tratamento de estrias. “As estrias têm sido tratadas com algum sucesso com os lasers fracionados não ablativos. Mas o fato de o CO2 fracionado ablativo atingir a epiderme também apresentou melhores resultados”, explica a médica.

Radiofrequência fracionada contra a flacidez - A tecnologia de radiofrequência fracionada emite calor para a profundidade da pele, melhorando a flacidez. Esse tipo de tratamento com ponteiras não ablativas já têm sido utilizado no rosto e corpo.
Durante o Congresso da Academia Americana de Dermatologia discutiu-se o uso de ponteiras de radiofrequência que também atingem a epiderme (não apenas a derme, camada mais profunda). “A aplicação da radiofrequência bipolar estimula o colágeno, provocando algum grau de ablação (descamação) mas sem provocar tanto calor à pele”, afirma a dermatologista.

Cabelo, cílios, sobrancelhas - O bimatropost, um análago da prostaglandina, substância muito utilizada no tratamento de glaucoma, para a aplicação no folículo piloso de cabelos, cílios e sobrancelhas para estimular seu crescimento.

Além da aplicação em cílios, já aprovada pelo FDA (órgão regulatório americano do setor), “a novidade apresentada no congresso são os estudos que comprovam sua eficácia em sobrancelhas e até mesmo na alopecia androgenética do couro cabeludo (queda de cabelo de origem genética)”, explica Denise Steiner. Os resultados da aplicação nesses locais mostrou que a diferença no comprimento e na espessura dos cílios pode ser percebida após 40 dias de uso, uma única vez ao dia. Estudos preliminares garantem que o produto é seguro, mas pode escurecer a pele local e, raramente, a íris.


Fonte: Portal Fator Brasil

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Unha Encravada? Como lidar com elas...


Unha encravada?

Veja algumas dicas de como lidar com elas..
As unhas encravam quando parte delas empurra o canto do dedo do pé. Isso acontece porque a pele forma uma barreira. Como a unha não pára de crescer e é mais dura, penetra na pele causando dor e inflamação. O formato das unhas também interfere, favorecendo o mal em algumas situações como nos casos de infecção na lateral do maior dedo do pé (por causa da posição, ele é quem recebe a maior pressão dos sapatos). Para evitar isso, as unhas devem ser cortadas retas (e nunca pelos cantos), mantendo sempre as pontas livres.
Difícil encontrar quem já não tenha sofrido com ela. A dor é permanente e até parece insolúvel. Um picote com o alicate; até alivia um pouco. Mas, dois dias depois, o andar manco e o incômodo voltam: unha encravada é mesmo uma chateação. O corte inadequado e o uso freqüente de sapatos de bico fino são as principais causas do problema.

Algumas dicas
Os sapatos devem ser mais larguinhos na frente, com salto de 4cm no máximo para uso diário. Do contrário, a tendência é que as unhas voltem a encravar .Para corrigir o problema, além de evitar os calçados apertados na ponta e tomar cuidado com o corte, muitas vezes é necessário apelar para o uso de aparelhos, que tracionam a unha e obrigam que ela volte ao lugar certo.
Hoje em dia, são raros os casos de extração. Elas são evitadas por dois motivos: primeiro, porque nada garante que a nova unha não volte a encravar. E também porque o procedimento apresenta um alto risco de infecções.
Quem tem tendência a sofrer com as dores nos cantinhos nunca deve calçar um tênis com as unhas compridas, meias apertadas ou costuras salientes. E, quando for comprar um novo par de sapatos, faça isso no final do dia. Os pés estão inchados, assim não há risco de levar um modelo que aperte.

Identifique o melhor profissional para resolver o seu problema: podólogo ou pedicure
Qual a diferença entre a pedicure e a podóloga?
A pedicure está preocupada com as questões estéticas: retira a cutícula, uniformiza o formato das unhas e esmalta. Já a podóloga volta a atenção para a saúde dos pés.
O tratamento ideal para uma unha encravada deve ser determinado pelo dermatologista. Jamais use pomadas ou remédios sem orientação médica.

Fonte: www.rugasnuncamais.com.br

domingo, 23 de janeiro de 2011

Febre no verão, tatuagem de henna pode causar alergias



Henna pode causar dermatite de contato, principalmente nas crianças Alergia ao uso de bijuterias é um sinal de alerta para evitar procedimento Ter um desenho sobre a pele, mesmo que temporário, é febre durante o verão. Para obter o recurso, uma das opções mais procuradas é a tatuagem de henna, principalmente por crianças e por quem quer apenas experimentar antes de optar por um sinal definitivo. A tatuagem de henna, no entanto, pode causar um inconveniente: alergia na pele, conhecida no meio médico como dermatite de contato. — A própria henna, se a pessoa for alérgica, as substâncias para aumentar a durabilidade ou os pigmentos para deixar a cor mais escura podem causar a dermatite — explica Mauren Seidl, dermatologista e professora na Universidade de Caxias do Sul (UCS).
Mauren e Louise Lovatto, também dermatologista e professora, orientaram a aluna de Medicina Carla Cerutti Mattei, 24 anos, em um trabalho sobre a dermatite de contato causada pela tatuagem de henna. Durante cerca de um ano, elas acompanharam o caso de duas crianças que apresentaram reações alérgicas após utilizar o pigmento. A alergia à henna se manifesta por meio de coceira, vermelhidão, formação de bolhas e descamação. — Uma delas (das crianças acompanhadas) só foi ao médico num segundo momento, quando a coceira e as lesões já haviam passado. A pele já estava com uma marca branca igual à tatuagem, de um escorpião — relata Carla. A orientação, no entanto, é procurar um dermatologista logo no primeiro sinal de irritação. 
O procedimento consiste em, primeiramente, remover a tatuagem. Após, a alergia é tratada com pomadas. Nos casos em que a dermatite evoluiu para mancha branca na pele, o tratamento é semelhante ao aplicado em pacientes com vitiligo, com medicações que estimulam a pigmentação da pele, explica Mauren. Nos dois casos, a pele das crianças não apresentou sequelas após o tratamento. No entanto, o trio sugere que a henna não seja utilizada nos pequenos. — As crianças são mais sensíveis, têm propensão maior à alergia. Por isso, deve ser evitado que entrem em contato com potenciais alergênicos. O risco não vale a pena – entende Louise.

SINAL DE ALERTA
A alergia ao uso de bijuterias é um sinal de alerta para não fazer qualquer procedimento com henna. Segundo a dermatologista Rafaela Bergmann Correia, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o níquel, presente na maioria das bijus, é uma das substâncias químicas adicionadas à henna natural para potencializar a qualidade da pintura. Partículas de chumbo e fósforo também costumam fazer parte da composição. — O níquel é um grande fator alergênico — diz Rafaela. Segundo a dermatologista, não são apenas as tatuagens com henna que podem causar reações. Tinturas de cabelo e até pintura de sobrancelha com henna podem gerar alergias. Em todos os casos, a orientação é procurar um dermatologista logo ao primeiro sinal de irritação.
:: A henna utilizada em tatuagens e outras colorações é obtida a partir das folhas secas da planta chamada henna.
:: A substância era utilizada em sua forma natural por antigos povos indígenas e egípcios mas, atualmente, é acrescida de substâncias químicas, como chumbo, fósforo e níquel.
:: O tom natural da henna é intermediário entre o vermelho e o marrom. A coloração preta, comum principalmente na pintura de cabelos e sobrancelhas, é obtida por meio do acréscimo de pigmentos sintéticos.

Fonte: Zero Hora

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Cuidados da pele com acne


Quem tem acne seja na adoloescência ou na idade adulta, deve ter cuidados especiais com a sua pele.

O rosto deve ser lavado com sabonete próprio 3 vezes ao dia. Nunca usar sabonetes que contêm hidratantes.

O uso de filtro solar é indispensável, mas não pode ser qualquer um. Filtros em creme ou loções podem piorar os cravos e espinhas, por isso devem ser usadas formulações em gel. O gel aquoso tem a vantagem de não arder. O uso do filtro solar vai evitar o aparecimento de manchas causadas pela cicatrização das lesões de acne.

Muitas vezes é necessário tratamentos tópicos específicos, que devem ser prescritos pelo dermatologista. Não use produtos indicados por parentes ou amigos, já que poderá causar alergia, irritação, manchas na pele.

Quanto a alimentação, até hoje os estudos científicos divergem em seus resultados e ainda não se conseguiu comprovar a relação entre alimentos e desencadeamento de acne. A tendência atual é de não restringir a alimentação.

Se a pele não está melhorando com os tratamentos tópicos, ainda há opções de tratamentos orais com antibióticos e isotretinoína, prescritos pelo dermatologista.




domingo, 16 de janeiro de 2011

S.O.S. Região Serrana

Aqui estão alguns endereços importantes para quem quiser ajudar os desabrigados da REGIÃO SERRANA!!!

Postos rodoviários, supermercados e abrigos estão recebendo donativos para ajudar as vítimas da chuva na Região Serrana do Rio. Os desabrigados e desalojados precisam de doações de água potável, alimentos, roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene pessoal, como sabonete, pasta de dente e fralda descartável.
Para doar sangue
O HemoRio montou um esquema especial de atendimento. Para doar é preciso estar bem de saúde, ter entre 18 e 65 anos e pesar mais de 50 kg. Não é necessário estar em jejum. A única recomendação é evitar alimentos gordurosos antes da coleta. Interessados devem se apresentar com um documento de identidade. Quem preferir, pode agendar um horário para fazer a doação no telefone 0800 282-0708. O HemoRio fica na Rua Frei Caneca 8, no Centro, e funciona de segunda a domingo, das 7h às 18h.
Contas para doações em dinheiro
A Prefeitura de Teresópolis disponibilizou uma conta corrente no Banco do Brasil para receber doações e ajudar as famílias atingidas pelo temporal. Com o nome “SOS Teresópolis – Donativos”, a conta corrente é número 110000-9, na Agência 0741-2. Há também a conta 2011-1, Agência 4146, da Caixa Econômica Federal. O CNPJ da Prefeitura é número 29.138.369/0001-47. Outras contas:
Prefeitura de Nova Friburgo
Banco: Banco do Brasil
Agência: 0335-2
Conta: 120.000-3
Defesa Civil – RJ
Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 0199
Operação: 006
Conta: 2011-0
Fundo Estadual de Assistência Social do Estado do Rio de Janeiro
CNPJ 02932524/0001-46
Banco: Itaú
Agência: 5673
Conta: 00594-7
Campanha SOS Sudeste (CNBB e Cáritas Brasileira)
Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 1041
Operação: 003
Conta: 1490-8
ou
Banco: Banco do Brasil
Agência: 3475-4
Conta: 32.000-5
Postos para doações
Teresópolis
Em Teresópolis foi montado um outro posto para receber donativos. As contribuições podem ser levadas para o Ginásio Pedrão, onde foi montado um abrigo de ajuda às vítimas. O local fica na Rua Tenente Luiz Meirelles 211, no bairro Várzea, no centro da cidade.
Petrópolis
Foram montados três postos para doação de água, colchão e material de limpeza e higiene  na região de Itaipava: na Igreja Wesleyana, no Vale do Cuiabá; na Igreja de Santa Luzia, na Estrada das Arcas; e no centro de Petrópolis, na sede da Secretaria de Trabalho, Ação Social e Cidadania (R. Aureliano Coutinho,  número 81).
Museu Imperial
O Museu Imperial montou um posto de coleta de donativos. Além disso, os visitantes poem opatar por pagar a entrada com uma doação diretamente na bilheteria. O item de maior urgência é água potável, que pode ser trocada pelo ingresso com uma doação de, no mínimo, 1,5 litro. Também são recebidos itens de higiene pessoal, roupas, alimentos não perecíveis, roupa de cama, cobertores, colchonetes e toalhas. O ponto de coleta do museu é no prédio da biblioteca, no saguão em frente à sala multimídia, com acesso pelo bosque do imperador (praça do Cenip). Para trocas de doações por ingressos, os visitantes devem se dirigir diretamente à bilheteria.
Polícia Militar
Todos os batalhões da PM do Rio de Janeiro vão receber doações  a partir desta quinta-feira (13). Os comandantes dos batalhões recomendam a doação de água mineral, alimentos não perecíveis e material de higiene pessoal.
Rodoviária
A Rodoviária Novo Rio recebe doações para a Cruz Vermelha. Os donativos serão recebidos no piso de embarque inferior, das 9h às 17h.
Cruz Vermelha
A Cruz Vermelha está cadastrando voluntários para ajudar na triagem do material arrecadado para vítimas das chuvas na Região Serrana. Quem quiser colaborar deve procurar a sede da entidade no Rio, na Praça da Cruz Vermelha 10, no Centro.
Segundo o presidente da filial Rio, Luiz Alberto Lemos Sampaio, o mais importante agora é coletar alimentos não perecíveis, água, leite, além de roupa de cama e banho. Os donativos podem ser entregues no posto instalado na Rodoviária Novo Rio, na sede da Cruz Vermelha e nos quartéis do Corpo de Bombeiros.
Estádios
A Secretaria estadual de Esporte e Lazer montou uma rede de solidariedade. Os estádios do Maracanãzinho e Caio Martins (em Niterói) recolhem doações. As contribuições podem ser: garrafas de água potável, fraldas, material de higiene pessoal, colchonetes, alimentos não perecíveis, roupas e agasalhos. O Maracanãzinho recebe doações das 8h às 20h - Entrada pelo portão 12A. No Caio  Martinns, o horário é o mesmo e a  entrada é pelo portão principal na Avenida Roberto Silveira, em Icaraí.
Viva Rio
O Programa de Voluntariado do Viva Rio também iniciou uma campanha de arrecadação de roupas e mantimentos para a região serrana do Rio de Janeiro, especialmente Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis. Para ajudar, basta fazer a doação na sede do Viva Rio (Rua do Russel, 76, Glória) ou através de depósito bancário na conta do Viva Rio, no Banco do Brasil, agência 1769-8, conta-corrente 411396-9 e CNPJ: 00343941/0001-28. Para mais informações o Viva Rio disponibiliza os telefones (21) 2555-3750 e (21) 2555-3785.
A ONG também estará recebendo donativos em todas as unidades das Lojas Americanas no Rio e nas estações do metrô de General Osório, Siqueira Campos, Botafogo, Carioca, Glória, Largo do Machado, Catete, Central do Brasil, Saens Peña, Nova América e Pavuna
Postos em supermercados e rodovias
O grupo de supermercados Pão de Açúcar montou postos de arrecadação em todas as 100 lojas da rede no estado do Rio. As doações podem ser feitas nos estabelecimentos Pão de Açúcar, ABC Compre Bem, Sendas , Extra Supermercados e Assaí. De acordo com o grupo, os donativos serão entregues até 26 de janeiro.
A Polícia Rodoviária Federal  recebe doações nos seus 25 postos ao longo de 1.400 km de rodovias federais fluminsenses. Quem quiser colaborar pode ligar para o telefone 191 da PRF, que funciona 24h, e saber onde fica o ponto mais próximo de sua casa. Os donativos serão repassados à Cruz Vermelha.
MP
O Ministério Público do estado do Rio de Janeiro recebe doações na portaria do edifício-sede, na Av. Marechal Câmara, 370, no centro do Rio, de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h.
Inea
A sede do Instituto Estadual do Ambiente recebe doações de alimentos não perecíveis, colchonete, material de higiene e limpeza, sobretudo fraldas, e principalmente água. O endereço é Av. Venezuela, 110, Praça Mauá - centro do Rio.
Salgueiro
A escola de samba arrecada alimentos não perecíveis, água, roupas e cobertores. As doações podem ser levadas à quadra da escola, que fica na Rua Silva Teles, 104, no Andaraí.
Tijuca Tênis Clube
A sede do clube recebe doações. O endereço é Rua Conde do Bonfim, 451 -- Tijuca. IInformações pelo telefone: 3294-9300.
AMaLeblon
A Associação de Moradores do Leblon criou um posto de coleta de donativos, que podem ser entregues no 23º Batalhão, localizado na Av. Bartolomeu Mitre.
Estações do metrô
O Metrô Rio vai disponibilizar a  partir de sexta-feira (14),  pontos de arrecadação em 11 estações nas linhas 1 e 2. Água, alimentos e produtos de higiene pessoal podem ser doados nas estações Carioca, Central, Largo do Machado, Catete, Glória, Ipanema/General Osório, Pavuna, Saens Peña, Botafogo, Nova América/Del Castilho e Siqueira Campos.
Flamengo
A presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, anunciou que o clube também receberá, na sede da Gávea, donativos para desabrigados pelas chuvas na Região Serrana.
FIA
A Fundação da Infância e Adolescência abriu dois postos de doação: Rua Voluntários da Pátria, 120, Botafogo e  Rua General Castrioto, 589, Barreto, em Niterói. Desde ontem (12) a entidade enviou 60 toneladas de alimentos e dois mil colchões para a região.
Shoppings também vão receber donativos
A partir desta quinta-feira (13) oito dos principais shoppings do Grande Rio também recolherão material para ajudar as pessoas que foram afetadas pelos temporais na Reigião Serrana. Haverá caixas de coleta recebendo comida, roupas, água e colchões para os desabrigados. Além disso, a rede que administra os estabelecimentos doará o equivalente a R$ 100 mil em mantimentos. Os locais para doações são:
Bangu Shopping - Rua Fonseca, 240 - Bangu. Tel.: 2430-5130.
Carioca Shopping - Av. Vicente de Carvalho, 909 - Vila da Penha. Tel.: 2430-5120.
Caxias Shopping - Rodovia Washington Luiz, 2895, Duque de Caxias. Tel: 2430-5110
Passeio Shopping - Rua Viúva Dantas 100 - Campo Grande. Tel.: 2414-0003.
Santa Cruz Shopping - Rua Felipe Cardoso 540 - Santa Cruz. Tel.: 2418-9400.
Shopping Grande Rio - Rodovia Presidente Dutra, 4.200 - São João de Meriti. Tel.: 2430-5111
Via Parque Shopping - Av. Ayrton Senna, 3.000 - Barra da Tijuca. Tel.: 2430-5100.
Shopping Leblon - Av. Afrânio de Melo Franco, 290 - Leblon. Tel.: 2430-5122.
O Boulevard Shopping São Gonçalo, que faz parte de outra rede, também montou um posto de arrecadação, que funcionará no SAC, no 1o andar do estabelecimento.
Arquidiocese envia R$ 40 mil para a região
A Cáritas Arquidiocesana do Rio já enviou R$ 20 mil para a Arquidiocese de Petrópolis e o mesmo montante para a de Nova Friburgo (que engloba Teresópolis). A entidade também recebe doações em dinheiro em duas contas: Bradesco, Agência 0814-1, conta corrente 48500-4 e Banco do Brasil, Agência 3114-3, conta corrente 30000-4. Doações em espécie podem ser deixadas na Catedral de São Sebastião (Avenida Chile 245, no Centro). Haverá pontos de recolhimento na Cáritas e também na entrada da igreja, de 9h às 18h.
Ponte Rio-Niterói
A concessionária que administra a Ponte Rio-Niterói colocou um container para receber doações junto à praça de pedágio, à direita de quem segue no sentido Niterói. Mais informações: (21) 2620-9333.
Sesc, Senac e Fecomércio
As unidades do Sesc Rio e Senac Rio e a sede do Sistema Fecomércio-RJ estão coletando água mineral, alimento não perecível, roupas de cama e banho, material de limpeza e de higiene pessoal e colchões para as vítimas das enchentes na região serrana. As unidades do Sesc receberão as doações de terça a domingo, das 9h às 17h. Os pontos de coleta são:
Sede do Sistema Fecomércio-RJ - Rua Marquês de Abrantes, 99, Flamengo, de segunda a sexta, das 9h às 18h
Sesc Copacabana – Rua Domingos Ferreira, 160
SescTijuca – Rua Barão de Mesquita, 539
Sesc Ramos – Rua Teixeira Franco, 38
Sesc Madureira – Rua Ewbanck da Câmara , 90
Sesc São Gonçalo – Avenida Presidente Kennedy, 755
Sesc Niterói – Rua Padre Anchieta, 56 – Centro
Sesc São João de Meriti – Avenida Automóvel Clube, 66 –
Sesc Nova Iguaçu – Rua Dom Adriano Hipólito, 10 – Moquetá
Sesc Teresópolis – Av. Delfim Moreira, 749 – Centro
Sesc Quitandinha (Petrópolis) – Avenida Joaquim Rolla, 2 – Quitandinha
Unidades Senac Rio:
Horários de coleta das 9h às 19h, de segunda a sexta. Aos sábados, das 9h às 12h.
Niterói – Rua Almirante Teffé, 680 – Centro
Copacabana – Rua Pompeu Loureiro, 45
Marapendi – Avenida das Américas, 3959 – Barra da Tijuca
Faculdade Senac Rio – Rua Santa Luzia, 735 – Centro
Botafogo – Rua Bambina, 107
Sesi e Senai
O Sesi iniciou campanha de arrecadação de donativos para as vítimas das chuvas na Região Serrana, instalando postos de coletas e suas unidades no estado.
O horário de funcionamento é das 8h às 17. Veja os endereços:
Sesi - Barra do Piraí - Av. Mário Salgueiro, 1.065 - Bairro Belvedere - Barra do Piraí
Senai - Barra do Piraí -  Rua Alan Kardeck, s/nº - Muqueca - Barra do Piraí
Sesi - Barra Mansa -  Av. Dário Aragão, 2 - Centro - Barra Mansa
Senai - Barra Mansa - Rua Senhor do Bonfim, 130 - Saudade - Barra Mansa
Sesi/Senai Benfica -  Praça Natividade Saldanha, 19 - Benfica. Tel.: (21) 2587-4800
Senai - Campos - Rua Bruno de Azevedo, 37 - Pq. Tamandaré Campos dos Goytacazes
Sesi - Campos - Av. Deputado Bartolomeu Lysandro, 862 - Guarus – Campos dos Goytacazes
Sesi/Senai - Cinelândia  - Rua Santa Luzia, 685 - 5º andar - Centro - Rio de Janeiro
SesiI - Duque de Caxias - Rua Artur Neiva, 100 - Bairro 25 de Agosto - Duque de Caxias
Senai - Duque de Caxias - Rua Arthur Goulart, 124 - Centro - Duque de Caxias
Sesi - Honório -  Rua Loreto do Couto, 673 – Honório Gurgel
Sesi - Itaperuna - Av. Dep. José de Cerqueira Garcia, 883 - Bairro Presidente Costa e Silva - Itaperuna
Senai - Itaperuna  - Av. Zulamith Bittencourt, 190 – 1º e 2º andar - Cidade Nova – Itaperuna
Sesi - Jacarepaguá - Av. Geremário Dantas, 342 - Tanque - Jacarepaguá - Tel.: (21) 3382-9999/9950
Senai - Jacarepaguá - Av. Geremário Dantas, 940 – Freguesia – Jacarepaguá
Sesi/Senai - Laranjeiras - Rua Esteves Júnior, 47 - Laranjeiras e Rua Ipiranga, 75 - Laranjeiras
Sesi - Macaé - Alameda Etelvino Gomes, 155 - Riviera Fluminense - Macaé
Senai - Macaé - Av. Prefeito Aristeu Ferreira da Silva, 70 - Novo Cavaleiro - Macaé
Senai - Maracanã - Rua São Francisco Xavier, 417 – Maracanã
Senai - Mendes - Rua Professor Paulo Sérgio Nader Pereira, nº 250 - Centro - Mendes
Senai - Niterói - Rua General Castrioto, 460 - Barreto - Niterói
Sesi/Senai -  Nova Iguaçu - Rua Gerson Chernicharo, s/nº - Bairro da Luz - Nova Iguaçu
Sesi - Petrópolis - Av. Barão do Rio Branco, 2.564 - Centro - Petrópolis
Senai - Petrópolis - Rua Bingen, 130 - Bingen - Petrópolis
Sesi - Resende - Rua Marcílio Dias, 468 - Jardim Jalisco - Resende
Senai - Resende - Rua Sarquis José Sarquis, 156 - Jardim Jalisco - Resende
Sesi/Senai – Santa Cruz - Rua Felipe Cardoso, 713 – Santa Cruz
Senai -Solda - Rua São Francisco Xavier, 601 - Maracanã - Tel.:  (21) 3978-8700
Sesi/Senai - Tijuca - Rua Morais e Silva, nº 53 - Tijuca - Rio de Janeiro
Sesi/Senai - Vicente de Carvalho - Av. Pastor Martin Luther King Jr. (antiga Av. Automóvel Clube), 6475 - Vicente de Carvalho - Rio de Janeiro
Sesi/Senai -  São Gonçalo - Rua Nilo Peçanha, 134 – Centro - São Gonçalo
Sesi - Três Rios - Av. Tenente Enéas Torno, s/no Margem Esquerda - Centro - Três Rios
Senai - Três Rios - Rua Izaltino de Oliveira, 90 - Centro - Três Rios
Sesi/Senai -  Santo Antônio de Pádua - Av. João Jazbik, S/N - Bairro 17 - Santo Antonio de Pádua
Senai - Valença - Rua Comendador Araújo Leite, 320 - Valença - Rio de Janeiro
Senai - Vassouras - Rua Nilo Peçanha, 85 - Vassouras - Rio de Janeiro
Sesi - Volta Redonda - Avenida Lucas Evangelista, 595 - Aterrado - Volta Redonda
Senai - Volta Redonda - Rua Nicanor Teixeira de Carvalho, 1  - Barreira Cravo - Volta Redonda

BR-101
A Autopista Fluminense, concessionária que administra a BR-101 Norte também abriu postos para o recolhimento de doações, na sede administrativa, da empresa, no KM 313, em São Gonçalo, na Região Metropolitano e na sede da Latina Manutenção, no Km  206, em Casimiro de Abreu .
Praça de pedágio:
Km 40 – Campos dos Goytacazes
Km 123 – Campos dos Goytacazes
Km 192 – Casimiro de Abreu
Km 252 – Rio Bonito
Km 299 – São Gonçalo
Bases operacionais:
Km 40 – Campos dos Goytacazes
Km 123 – Campos dos Goytacazes
Km 163 – Macaé
Km 235 – Silva Jardim
Km 282 – Itaboraí
Km 299 – São Gonçalo
Km 319 – Niterói
RJ-116
As quatro praças de pedágio da RJ-116 vão arrecadar donativos. Os locais são Itaboraí, Cachoeiras de Macacu, Nova Friburgo e Macuco. A Rota 116, que administra a via, está usando veículos da empresa para levar o material até as cidades atingidas.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Quais são os melhores alimentos para manter a pele saudável no verão

Uma pele mais saudável é reflexo do que se come e de uma hidratação correta.
 
Redator - Cidade Virtual - http://cidades.smo.com.br

No caso dos alimentos, aqueles ricos em antioxidantes são os que mais ajudam a proteger sua pele. “Os antioxidantes são mais presentes em alimentos que contêm vitaminas A, C e E”, explica Marisa Chiconelli, nutricionista do Hospital Santa Catarina. De acordo com a especialista, as fontes mais populares dessas vitaminas são:

Vitamina A: cenoura, abóbora, mamão. Além dos antioxidantes, possuem ainda os carotenoides, que ajudam na coloração da pele e resultam em um bronzeado mais intenso.

Vitamina C: frutas cítricas, como laranja, limão e acerola. Também ajudam na formação do colágeno, proteína que dá uma ajuda extra para manter a pele saudável.

Vitamina E: castanhas. Populares nesta época do ano, ainda são ricas em selênio, antioxidantes que retardam o envelhecimento e promovem uma melhor elasticidade da pele.
 
Soja, frutas e hidratação
Além desses alimentos, Marisa indica ainda que uma boa alimentação visando à saúde da pele não pode deixar de conter produtos à base de soja, que são ricos em isoflavona (que, entre outras coisas, também melhora a plasticidade da pele).

“E é sempre bom salientar que a pele é reflexo do conjunto da alimentação. Então, consumir muitas frutas, verduras e legumes também vai ajudar a manter uma pele saudável, bonita e com aparência mais jovem”, aponta a nutricionista, que também lembra que “apesar de estarmos falando de alimentos, não devemos esquecer a hidratação. Nessas épocas mais quentes do ano, um adulto deve elevar seu consumo de líquidos para, aproximadamente, 3 litros diários.
 
Fonte: UOL News

domingo, 2 de janeiro de 2011

Tratamento dermatológico com LASER FRACIONADO


Cada vez mais as pessoas buscam tratamentos para rugas, flacidez, manchas e cicatrizes de acne que tenham bons resultados mas com tempo de recuperação rápido, que não interfira nas atividades diárias. Até pouco tempo atrás, haviam 2 tipos de aparelhos de laser:


- Ablativos (CO2, Er:YAG): O laser atinge as camadas superficiais e profundas de toda a área tratada, o que provoca edema, dor, queimação, formação de crostas e vermelhidão. O tempo de cicatrização da pele é lento, o paciente deve ficar de repouso para evitar complicações como infecções. É maior o risco de desenvolvimento de manchas e cicatrizes e o eritema pode persistir por até 6 meses. A vantagem é que com uma única sessão se consegue um ótimo resultado para o rejuvenescimento (resurfacing).


- Não ablativos (Nd:YAG): O laser só age nas camadas mais profundas da pele, deixando a região superficial poupada da ação térmica do laser. A recuperação da pele é rápida e indolor. Os efeitos adversos não ocorrem com a mesma frequencia dos ablativos e persistem, no máximo, por 1 mês. Porém, são necessárias várias sessões e nem sempre os pacientes ficam satisfeitos com o resultado.


LASER FRACIONADO (fototermólise fracionada)


O primeiro aparelho que que utilizou a tecnologia de fototermólise fracionada foi o Fraxel. O laser não atinge a pele em toda a sua extensão, e sim através de múltiplas colunas microscópicas chamadas "micro zonas térmicas". Essas colunas atingem as camadas superficiais e profundas da pele, mas como há pele sã ao redor, a cicatrização é rápida. O paciente não precisa se afastar das atividades diárias. Em 1 semana o eritema (vermelhidão) já se resolve. O risco de aparecimento de manchas, infecções e cicatrizes é mínimo. São necessárias algumas sessões (5 em média) com intervalos de 1-2 semanas e os resultados são imediatos e também a médio prazo com formação de colágeno até 3 meses depois da última sessão. Após 1 ano devem ser realizadas 1 ou 2 sessões de manutenção.

Este tipo de laser pode ser usado tanto para rejuvenescimento como para manchas, cicatrizes de acne e rugas.