quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Cuidados com a pele adolescente

Cuidados com a pele adolescente


Como evitar ou reduzir os estragos da acne

O principal vilão da estética adolescente é a acne. O problema chega a atingir 80% dos adolescentes em todo mundo, sem falar das manifestações mais intensas do problema. Os estragos causados por essa doença podem comprometer a saúde e a vida social da garotada. Uma pesquisa realizada em maio de 2010 pelo American Acne & Rosacea Society (AARS) sobre a percepção que a sociedade tem desses jovens com acne, a partir da observação da imagem de diferentes etnias, com e sem acne, mostra o quanto a doença pode influenciar na percepção e formação da imagem desse indivíduo. Segundo o levantamento, os adolescentes com acne têm maior probabilidade de serem percebidos como tímidos (39% vs 27%), nerds (31% vs 17%), solitários (23% vs 13% ) e tem menos chances de serem vistos como líderes (29% vs 49%).
Embora a acne normalmente se inicie na adolescência, o seu momento de aparecimento difere ligeiramente conforme o sexo. Entre as meninas, costuma surgir dos 11 aos 13 anos, evidenciando-se particularmente entre os 14 e os 27 anos. Nos rapazes, costuma surgir entre os 12 e os 14 anos e manifesta-se essencialmente entre os 16 e os 19 anos. A principal causa da doença é hereditária, mas para quem tem esta tendência existem alguns cuidados especiais com a pele, que podem reduzir o aumento e evitar possíveis estragos, geralmente, causados na pele acnéica, segundo a dermatologista Gabriela Issa. “Não manipular as lesões é muito importante, porque isso aumenta o risco de cicatrizes e manchas, além disso acaba adiando o processo de cicatrização”, alerta Issa. Seguem, então, algumas dicas da dermatologista:
  • O cuidado mais básico e funcional: o rosto deve ser lavado com sabonete próprio 3 vezes ao dia.
  • Nunca mexer ou espremer cravos e espinhas.
  • Não usar sabonetes que contêm hidratantes.
  • O uso de filtro solar é indispensável, mas não pode ser qualquer um. Filtros em creme ou loções podem piorar os cravos e espinhas, por isso devem ser usadas formulações em gel. O gel aquoso tem a vantagem de não arder. O uso do filtro solar vai evitar o aparecimento de manchas causadas pela cicatrização das lesões de acne.
  • Muitas vezes são necessários tratamentos tópicos específicos, que devem ser prescritos pelo dermatologista. Não use produtos indicados por parentes ou amigos, já que poderão causar alergia, irritação, manchas na pele.
  • Se a pele não está melhorando com os tratamentos tópicos, ainda há opções de tratamentos orais com antibióticos e isotretinoína, prescritos pelo dermatologista.
  • Quanto à alimentação, até hoje os estudos científicos divergem em seus resultados e ainda não se conseguiu comprovar a relação entre alimentos e desencadeamento de acne. A tendência atual é de não restringir a alimentação.
  • Também se deve tomar cuidado com produtos para cabelos: o uso de máscaras, silicone, cremes para pentear, que entram em contato com a pele do tronco e da face e também podem desencadear a acne.
  • Quem tem acne acaba usando base ou corretivos que causam obstrução dos poros, o ideal é não usá-los e quando for imprescindível, usar maquiagens que sejam oil-free.
Fonte: Portal Absoluta - http://www.portalabsoluta.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário